A Cidade


História

As primeiras notícias acerca das terras em que hoje se situa no Município de Lagamar, datam de 1931, onde residiam Sebastião da Costa Mattos e Dona Flausina Pacheco, proprietários de uma grande fazenda denominada "Carrapato" e adjacências que eram ocupados também pelas famílias Fernandes Caixeta e Costa Mattos. Estas famílias exerceram papel importante como participantes do início da formação de uma comunidade, que mais tarde, vinha-se tornar o Município de Lagamar.

A fazenda Carrapato, que ficava as margens do córrego Carrapato que deu origem ao seu nome, era ponto de pousada dos boiadeiros e viajantes que ali se aportavam, por se um lugar saudável, bonito e de terras produtivas, atraindo muita gente para região, desejos de adquirirem terras e fazerem parte daquela comunidade que aos poucos se aflorava.

Por volta de 1938, chegou na região o Sr. Porfírio Rodrigues Rosa, que para ali vinha com o objetivo de abir uma estrada que ligasse o povoado de S. Pedro da Ponte Firme, que pertencia ao Município de Presidente Olegário à Vazante. A finalidade da estrada, era facilitar os Romeiros, devotos de Nossa Senhora da Lapa, de Vazante, que era muito frequentada, mas com grandes dificuldades devido a falta de estradas.Conta-se que seu plano era arrojado: fundar uma cidade. Desejoso de fundar a sonhada cidade, mudou-se para as margens do córrego Carrapato e com muita coragem e heroísmo, começou abrindo estradas, construindo acampamentos e ranchos para as famílias que trabalhavam na construção dessas estradas.

Logo foi construída a primeira casa do povoado, residência do Sr. Porfírio Rodrigues Rosa. Assim outras casas foram construídas dando início ao povoado, fundado em 17 de dezembro de 1938, pela Lei n° 148, recebendo o nome de LAGAMAR. Diz que , neste local havia uma pequena lagoa de água salgada, daí se deu o nome do Município(LAGA- lagoa; MAR- água salgada).